ortopedia joelho

Consulta de ortopedia joelho no hospital do Outão

Hoje fui acompanhar uma consulta de ortopedia joelho no hospital do Outão. Fui com a minha mulher.

Fomos atendidos por uma médica relativamente nova e com aparente competência.

Ela queixa-se de dores nos joelhos durante a noite e ao dobrar as pernas. Ela passa muito tempo em pé.

A análise na consulta de ortopedia joelho

A médica começou por investigar o histórico dela: duas cirurgias do joelho, uma a cada um dos joelhos. No direito retiraram os resíduos da cartilagem e no esquerdo retiraram o menisco que estava rompido.

Depois, na marquesa, avaliou o estado muscular e dos ligamentos dos joelhos. Informou sobre a existência de inflamação nos tendões laterais externos (tendinite).

Mandou de seguida fazer uma radiografia para avaliar o estado dos ossos.

O diagnóstico confirmou o estado de desgaste da cartilagem, o início da artrose do joelho e a tendinite nos joelhos já referida.

A receita na consulta de ortopedia joelho

A receita da médica mencionou a necessidade de não aumentar o peso e se possível perder peso.

Também indicou a necessidade de fazer exercício. Aconselhou a usar uma bicicleta estática antes de ir trabalhar ou dar três voltas à Aldeia de Santa Susana numa bicicleta convencional.

E a receita final foi…

A receita final foi glucosamina e condroitina, as duas substâncias em conjunto. Uma sem a outra não fazem nada. Perguntei se a glucosamina e condroitina da Fharmonat era boa e a médica respondeu: é óptima!

A toma dever ser de 1500 mg diários. Deve ser tomada durante três meses seguidos e depois descansar um mês. Voltar a repetir este ciclo para evitar as dores articulares.

Tem dor no joelho? Analise este documento e saiba mais sobre a glucosamina e condroitina.

Leia o ebook sobre a “Dor no joelho”

Se precisar de ajuda, contacte-nos.

2 comentários sobre “Consulta de ortopedia joelho no hospital do Outão

  1. Boa tarde, sofro muito dos Joelhos, ao ponto de não conseguir andar, qual o remédio,para alívio e me curar?
    Tenho 63 anos e pareço que tenho 80,por causa deste sofrimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *